sexta-feira, 1 de maio de 2009

CANÇÕES DE AMOR

LES CHANSONS D'AMOUR
Realizador: Christophe Honoré
Ano:2007
País: FR
Duração: 100 min

Christophe Honoré tem vindo a ser destacado nos últimos anos pela sua reinterpretação do fenómeno nouvelle vague, em concreto no belíssimo Dans Paris, tendência que continua na linha da frente do seu último filme, Les chansons d’amour. Mas um dos aspectos mais refulgentes deste cineasta é a sua capacidade de personalizar tudo aquilo que o movimento representou para e pelo cinema. Aqui tem a audácia de introduzir tímidos mas grandíloquos temas musicais de Alex Beaupain, ditos e sentidos pelas personagens que povoam estas histórias de amores cruzados. E a atenção ao caminho individual e partilhado de cada uma delas leva-o além das expectativas e muito perto da transcendência. Todos os corpos que vagueiam por entre estas linhas de vida são movidos pela vontade silenciosa de sentir todos os ambíguos contornos do amor e não simplesmente encontrá-lo numa esquina de uma avenida parisiense. Louis Garrel, em mais uma interpretação comovente e memorável, segue-se pelos instintos sem nunca entendê-los e na sua inocência juvenil deixa-se ultrapassar por ele mesmo, não se permitindo parar e perceber onde se encontra. Existe uma beleza inidentificável na forma como Honoré deixa Garrel e as restantes personagens (de destacar também Clotilde Hesme) se confessarem em lugar de escrutinar as suas almas, deixando-as respirar e expressar-se naturalmente. E à medida que vai avançando o Inverno (quase) apaziguador de Paris, cenário ideal para as suas histórias, em busca da Primavera, vai tomando forma o mais estranhamente apaixonante filme dos últimos tempos.
S

2 comentários: